quinta-feira, 4 de setembro de 2014

Entrando na última semana grávida...

Entrando na última semana grávida tento parar para fazer uma retrospectiva de tudo o que aconteceu durante este tempo... Nunca 9 meses passaram tão rápido mas por outro lado nunca 9 meses foram vividos tão intensamente como estes. O tempo voou, tudo aconteceu à velocidade da luz.
Num balanço geral posso dizer que tenho tido uma gravidez santa, mesmo agora, entrando nas 38 semanas, às vezes esqueço-me da barrigona que carrego e das limitações que lhe são inerentes e dou por mim a querer fazer coisas que neste momento não posso. 
O primeiro trimestre foi marcado por enjoos, 24h por dia, que apesar de não me coibirem de fazer o meu dia-a-dia normalmente tornavam-no bem mais desagradável. Depois disso nada, absolutamente nada. Nada de enjoos, nada de azia, nada de dores, mau-estar ou complicações. E continua assim, graças a Deus, nada... Com quase dois pés nos nove meses de gestação não tenho dificuldades a dormir nem me sinto exageradamente cansada. Pontualmente preciso abrandar o ritmo do passo (e ando sempre apoiada no braço do papá Deiby), dou uns "ui" quando mudo de posição na cama e sento-me elegantemente de pernas abertas em tudo quanto é sítio, mas nada que não seja normal quando para além de se carregar um bebé na barriga se carregam 17kg a mais no corpo!
Tive a sorte de poder partilhar este momento da minha vida junto da pessoa sem a qual nada disto era possível - o meu amigo, namorado, companheiro e futuro super pai -, da minha mãe que foi um pilar durante cada momento, das minhas amigas mais chegadas que provaram ser umas futuras tias babadas, e claro do resto da família e amigos. Não há nada como estarmos - eu e a minha princesa - rodeadas de gente que nos ama e lhe transmite boas energias e muito carinho.
Resumindo... Já ouvi muitas opiniões femininas sobre a gravidez, mulheres que, legitimamente, não gostaram deste período (muitas vezes porque tiveram gravidezes bem mais atribuladas que a minha) e que apesar de assumirem que o papel de mãe é o melhor do mundo não têm a mesma opinião em relação à gravidez. Pois eu posso assumir que só não digo que é a melhor fase da minha vida porque tenho a certeza que o momento em que tiver a minha princesa nos braços vai ser a cereja no topo do bolo. Agora que conto os dias para o grande dia, e apesar de não ver a hora de a conhecer, assumo que gostava de continuar grávida mais 4 ou 5 meses... Porque apesar de ter tudo (quase) pronto parece que há sempre tanta coisa que ainda falta! Mas é assim que funcionam as coisas, e apesar de infelizmente estar a terminar esta fase maravilhosa da minha vida tenho a certeza que outras tão ou mais felizes ainda vêm aí...

PS: Não posso deixar de mencionar o que mais saudades vou sentir da fase da gravidez... Sentir a minha princesa a mexer dentro de mim! Primeiro os pontapézinhos, depois todas as cambalhotas e as grandes tareias que ela me dá! Deixo aqui um vídeo de um desses momentos deliciosos...


video

Vídeo feito às 31 semanas de gravidez.


Sem comentários:

Enviar um comentário